2 de novembro de 2012

Porque será que os problemas das TIC são rapidamente solucionados?

Portal das Finanças, Dia 31 de Outubro, +-11h00

Portal das Finanças dá sinais de instabilidade e, dentro de minutos, fica indisponível "para tarefas de manutenção".

As tarefas de manutenção prolongam-se por todo o dia e provocam a fúria dos contribuintes que, "sedentos" de cumprir as obrigações fiscais cujos prazos terminavam nesse dia, viam-se incapazes de manter  o estatuto de bonus pater familiaes.

Mas, soaram boas notícias no limiar do Ocaso...

Para regozijo e tranquilidade de todos os que deseperaram durante toda a jornada, as obrigações tributárias cujo prazo acabava no dia 31/10/2012 poderão ser cumpridas até ao dia 02/11/2012!!!

YEAH!!!!


Porém, no dia 1 o sistema dava sinais de esquecimento ou ignorância sobre o comunicado (porventura superiormente alvitrado!).


E no dia 2 até meio da manhã os impedimentos subsistiam.

Linha telefónica de apoio ao contribuinte congestionada.

O que vale é que ESTAMOS NO SEC. XXI e as TIC (que têm muitas desvirtudes) têm a grande virtude de tornar os problemas de cada um num único e gigantesco problema que cria a pressão e a necessidade de ser resolvido no momento!

Noutros tempos estaríamos condenados a, cada um de nós, viver solitariamente e em cada repartição as amarguras das rejeições, das desculpas, das erradas respostas e da má vontade... e depois os problemas diluíam-se na gigantesca malha da burocracia e do "empurra com a barriga".

Felizmente, esse tempo é passado e hoje vivemos intensamente o presente na certeza de que o nosso problema não é tão só nosso como julgamos ser no momento em que o vivemos e, por isso mesmo, as soluções aceleram-se em aparecer.

O mundo mudou (muito), daí que o desafio que temos pela frente seja imenso.

Sem comentários: